Na sua resposta ao PSDB, PT não faz menção às Farc

Por decisão do TSE, o portal Mobiliza, do PSDB, levou ao ar, nesta terça (3), a resposta do PT às declarações de Índio da Costa, candidato a vice de José Serra.

Tem o formato de um vídeo. Sobre fundo preto, irrompe uma escalada de letras brancas, lidas por um locutor.

Na peça, o PT informa que “condena o terrorismo e rejeita a violência política contra qualquer cidadão, no Brasil ou fora do país”.

Declara que, no locais onde exerce o poder –municípios, Estados e, “principalmente na Presidência da República”— “combate com firmeza a violência o tráfico de drogas e o crime organizado”.

Trombeteia ações da gestão Lula: “Em nenhum outro governo a Polícia Federal recebeu tanto apoio e atuou com tanta eficácia contra o crime organizado”.

Prosegue: “O governo do PT reforçou a vigilância nas fronteiras e criou a Força Nacional de Segurança […]. Criou o Pronasci […]”.

Não há na resposta do PT uma mísera menção às Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia).

Na declaração que ensejou a réplica, o vice de Serra vinculara o PT às “Farc”, ao “narcotráfico” e “ao que há de pior”.

No miolo de sua resposta, o PT limita-se a anotar que “se relaciona com partidos progressistas, socialistas e democráticos de todo o mundo […]”.

Por força da sentença do TSE, o vídeo petista permanecerá na página tucana por dez dias. Termina assim: “O povo brasileiro nos conhece e não se deixa enganar”.

Compartilhe

                 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s