Genro de Serra também é vítima de procuração falsa

Como previsto, o advogado do casal Mônica Serra e Alexandre Bougeois, Sérgio Rosenthal, foi à Superintendência da PF, em São Paulo, nesta sexta (10).

Autorizado a folhear o inquérito que apura a violação dos sigilos fiscais da filha e do genro de José Serra, o advogado deu de cara com uma novidade:

A exemplo de Verônica, também o marido dela foi atacado na delegacia da Receita em Santo André (SP) com uma procuração falsa.

O roteiro do fraude é o mesmo: o documento forjado atribuiu poderes ao petista renegado Antônio Carlos Atella para apalpar declarações de IR de Alexandre.

Na saída, Rosenthal juntou Santo André com Mauá, outro ninho do fisco onde as violações foram feitas na máquina da servidora Adeildda Ferreira Leão dos Santos.

E declarou: “Isso tem que ser apurado minuciosamente. É de pasmar que isso ocorra em um órgão federal, na Receita Federal…”

“…Os cidadãos não imaginam que seus dados sejam tratados dessa maneira”.

Muitos, de fato, não sabiam. Outros intuíam. Agora, ninguém pode alegar desconhecimento.

Curiosamente, a Corregedoria da Receita continua um passo atrás do noticiário. No caso do genro de Serra, informara que o ataque ocorrera apenas em Mauá.

Dissera mais: Adeildda bisbilhotara somente o cadastro de Alexandre, uma janela onde estão armazenados dados não protegidos pelo sigilo.

Descobre-se agora que difundira-se uma lorota. Mais uma. Os segredos haviam sido quebrados em Santo André. 

Compartilhe

                 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: