Eleições infantis

Você abre o Twitter e acha que os candidatos estão de brincadeira. As propagandas eleitorais, então, nem se fala: muito infantis.

Pelo menos hoje, dá para dizer sem culpa: é por aí mesmo.

No embalo do Dia da Criança, Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) colocaram fotos da infância no Twitter e chamaram pequenos para estrelar o programa do rádio desta terça-feira.

O momento “fofura” é freio na escalada de ataques trocados nos últimos dias, tanto no debate da Band quanto na propaganda eleitoral.

No Twitter, petista e tucano “pegaram jacaré” numa onda surfada por vários usuários –desde ontem, o microblog foi tomado por marmanjos representados por fotos da infância.

As imagens de “Dilminha” (e seu penteado de Pedrita, a menina dos “Flintstones”) e “Serrinha” (com paletozinho) — já haviam sido usadas pelas respectivas campanhas.

A da petista, por exemplo, apareceu no primeiro programa televisivo, em 17 de agosto. Com uma novidade: o vídeo deste feriado, ao mostrar fotos da pequena Dilma, acrescenta que seus pais lhe transmitiram “sólida formação moral e religiosa”. A fala –ausente na primeira leva– funciona como repelente para proteger a candidata de boatos sobre sua religiosidade.

Já no rádio, Dilma repetiu hoje tática testada em seu último programa do primeiro turno: põe Giovana –garotinha que manda “um beijão pô Lula”– para cantar à capela o jingle petista.

Aninha e Guilherme são as crianças que estrelam o programa do “tio Serra”– encerrado com um coro infantil.

Compartilhe

                 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: