Kassab quer Henrique Meirelles na disputa pela Prefeitura de SP

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, pode anunciar hoje uma reviravolta na sucessão à prefeitura da cidade. Ele tenta filiar o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles (PMDB) em seu novo partido, o PSD. O PMDB confirma a intenção de Meirelles em concorrer ao cargo.

“Eu estou examinando esse assunto agora. Até o meio da tarde eu terei uma resposta”, afirmou Meirelles à Folha de São Paulo sobre a possibilidade de deixar o PMDB e ir para o partido de Kassab.

Meirelles, no entanto, não admite que seja candidato. “Eu não sou candidato a nada”, disse.

DESFILIAÇÃO

O presidente do diretório estadual do PMDB em Goiás, Adib Elias, confirmou que Meirelles comunicou a saída do partido ao diretório de Anápolis e pediu que a desfiliação fosse encaminhada ainda ontem ao Tribunal Regional Eleitoral do Estado. Ex-presidente do BC, Meirelles preside atualmente o Conselho Público Olímpico e tem Goiânia como seu reduto eleitoral.

“[Meirelles] não avisou nada nem a ninguém, ele não tem essa humildade. Pelo que estou sabendo, Meirelles está querendo ser prefeito em São Paulo, então fez certo em pedir a desfiliação. Desde o começo, era difícil participar das atividades do partido. É nosso amigo, temos respeito por ele, mas fez a coisa certa”, afirmou Elias.

O presidente do PMDB nacional, Valdir Raupp, foi informado ontem à noite pela sua assessoria da saída de Meirelles e também não recebeu telefonema do ex-presidente do Banco Central.

Raupp disse que repassou a informação ao vice-presidente, Michel Temer. “Eu tive a informação de que ele estaria transferindo o domicílio eleitoral para São Paulo”, afirmou Raupp.

Segundo a Folha de São Paulo apurou, Meirelles foi procurado nas últimas semanas pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, para conversar sobre o PSD.

O secretário-geral do PSD, Saulo Queiroz, afirmou estar “feliz” com as especulações, mas não tem confirmação sobre a eventual filiação ao partido.

As siglas têm até hoje para concluir o processo de filiação para quem quiser disputar as eleições em 2012.

Meirelles se filiou ao PMDB em setembro de 2009, de olho nas eleições de 2010. Foi cotado para disputar o governo de Goiás, Senado Federal e vice-presidente. Sem o apoio do PMDB, foi excluído da disputa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s