Corrupção continua com ou sem Negromonte


O ministro das Cidades, Mário Negromonte, não resistiu e pediu exoneração do cargo. Como seus colegas de malfeito, não saiu por uma penada da presidente. Afinal, que diferença faz o corrupto sair por ação da presidente ou por conta própria.

O crime de “mão grande” continuará, com a agravante de que o delituoso voltará tranquilo para a Câmara onde ocupará seu cargo de deputado federal. E o dinheiro desviado quem prestará conta?

Esse clube da Luluzinha que se instalou em Brasília tem espécies de uma subserviência inescrupulosa. É o caso da ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, que afirmou que a presidente tem tomado ações no combate a corrupção.

Dando uma de Pinóquio, Ideli disse que, em 2011, a presidente puniu servidores que cometeram irregularidades. Acontece que todos eles pediram exoneração do cargo, porque, se dependesse da presidente, estariam até hoje pilhando o ervanário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: