Gastos com cartão corporativo caem no primeiro ano de Dilma

O primeiro ano do governo Dilma Rousseff registrou redução nos gastos com cartões corporativos, que foram de R$ 80 milhões em 2010 para R$ 58,7 milhões no ano passado.

Mesmo descontando as despesas extras com o Censo 2010 (R$ 15,5 milhões), a economia foi de 9%.

Os gastos secretos tiveram uma pequena queda –de R$ 32 milhões para R$ 29,9 milhões. Sem o Censo, o percentual de gastos secretos em relação ao total das despesas com os cartões foi mantido em torno de 50% no ano passado.

As despesas protegidas por sigilo tiveram maior redução percentual na Secretaria de Administração da Presidência da República, que cuida dos gastos da presidente Dilma. Caíram de R$ 6,2 milhões em 2010 para R$ 5,2 milhões no ano passado –16% em um ano.

Os gastos da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), integralmente sigilosos, mantiveram-se no mesmo patamar, passando de R$ 11,2 milhões para R$ 11,3 milhões. Considerando a inflação de 6,5% no ano, houve até uma pequena redução. No ano anterior, havia ocorrido um crescimento de 65% nos gastos da Abin.

A Polícia Federal diminuiu os seus gastos sigilosos de R$ 13,7 milhões para R$ 12,6 milhões. Considerando as despesas que são divulgadas pelo Portal da Transparência, houve corte em torno de R$ 1 milhão em quase todos os principais ministérios.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s