Condenado por mensalão, Valdemar diz que vai reclamar a corte internacional

Um dia após ser condenado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) no julgamento do mensalão por três crimes, o deputado federal Valdemar Costa Neto (PR-SP) anunciou nesta terça-feira que vai reclamar à Comissão Interamericana de Direitos Humanos, ligada à OEA (Organização dos Estados Americanos), para garantir o reexame do seu caso.

Valdemar disse que não cogita renunciar ao mandato na Câmara, críticou o julgamento do mensalão pelo STF e sustentou que não vendeu apoio em votações de projetos durante os primeiros anos do governo Lula, como apontou a maioria dos ministros do Supremo.

Supremo confirma que houve compra de apoio político no governo Lula

O deputado ainda saiu em defesa do ex-ministro José Dirceu e do ex-presidente do PT, José Genoino, que também são réus no processo, negando a participação deles em negociações financeiras do PT após a eleição vitoriosa do ex-presidente Lula em 2002.

“Apelarei até as últimas instâncias do planeta para garantir o inviolável direito a uma defesa que seja examinada em duas oportunidades distintas de julgamento, para garantir que alguém saiba a verdade”, disse Valdemar, que diz ter “confiança na Justiça brasileira”.

Saulo Cruz – 24.ju.2011/Agência Câmara
Deputado Valdemar Costa Neto(PR-SP)
Deputado Valdemar Costa Neto(PR-SP)

Segundo o advogado do deputado, Marcelo Bessa, o recurso à OEA será protocolado após a conclusão do julgamento pelo STF. Bessa disse que a ideia é que um organismo internacional garanta o direito a segunda instância de julgamento, que pode ser o próprio Supremo. Ele disse que já houve jurisprudência na comissão, que determinou o reexame de um processo na Colômbia.

O deputado foi condenado por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Ele voltou a apontar que houve um acordo eleitoral entre PT e PL (atual PR) na campanha presidencial de 2002 e que os repasses entre os partidos eram caixa dois eleitoral. Ontem, a maioria dos ministros entendeu que o mensalão foi a compra de apoio político para a formação da base aliada nos primeiros anos do governo Lula.

“Não sou inocente, mas nunca vivi de lavagem de dinheiro, corrupção ou formação de quadrilha. Apenas fui condenado pelo crime errado, como, certamente ficará provado com a garantia do direito ao duplo grau de jurisdição”, afirmou.

O deputado disse que ao longo do julgamento os ministros “negligenciaram provas importantes como o testemunho do saudoso ex-vice-presidente José Alencar” que negou o esquema. Ele afirmou ainda que sua “mãe ainda não entendeu o papel do relator, em uma crítica indireta ao ministro Joaquim Barbosa.

DELÚBIO

Questionado sobre eventual participação do comando do PT, Costa Neto negou e responsabilizou o ex-tesoureiro Delúbio Soares do partido pelo que chamou de caixa dois.

“Após a posse do Lula, o Lula e o Zé Dirceu nunca mais tocaram nesse assunto [acordo financeiro]. O Lula já não tinha tocado. O Zé Dirceu, com quem tratei [antes da eleição], nunca tratou de dinheiro comigo [depois da eleição]. Era tudo com o Delúbio. E nunca também com o Genoino, que não sabe nem o que é dinheiro”, afirmou.

Ocupando a secretaria nacional do PR e com seis mandatos de deputado desde os anos 90, Valdemar é um dos principais articuladores do partido no Congresso.

A sigla ocupa, com 36 parlamentares, a quarta maior bancada de apoio ao governo federal. Em São Paulo, está aliada a José Serra (PSDB) na disputa pela prefeitura.

De acordo com a acusação, Valdemar era um dos líderes partidários que, entre 2003 e 2004, recebeu recursos para apoiar projetos de interesse do governo no Congresso e foi “cooptado” pelo ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, ao receber R$ 8,88 milhões.

Ele disse ainda que se o mensalão envolvesse o PSDB e o DEM talvez não tivesse o mesmo impacto. Costa Neto justificou a renúncia ao mandato em 2005, na época do escândalo, porque “queriam colocar todos os deputados do PL no Conselho de Ética”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s