Campos rebate Lula e diz que incertezas na economia prejudicaram leilão de Libra

Tarja-Eleicoes-2014-size-620

sucessao dilma

eduardo camposProvável adversário da presidente Dilma Rousseff nas eleições do próximo ano, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), voltou nesta quarta-feira (23) a criticar o governo federal na condução do leilão do campo de Libra e rebateu declarações do ex-presidente Lula.

Para o presidente nacional do PSB, as incertezas na economia brasileira afastaram investidores do leilão da primeira área do pré-sal a ser licitada que, na segunda-feira passada (21), foi encerrado em R$ 15 bilhões, lance mínimo feito por somente um consórcio.

“Acho que já tivemos momentos, do ponto de vista do setor petróleo no Brasil, em que havia mais confiança em relação ao futuro do Brasil, da economia, segurança das regras”, afirmou o governador ao visitar novamente um canteiro de obras do Estado.

O presidenciável disse que “em outro momento” o resultado teria sido melhor que aquele alcançado pelo governo da presidente Dilma.

“Já houve um tempo em que a confiança em relação ao Brasil era maior do que no tempo de hoje. Essa é uma questão de caráter geral. Acho que a gente poderia ter em outro momento um leilão com mais disputas”, afirmou.

Campos também rebateu o ex-presidente Lula que, em Portugal, disse nesta terça-feira (22) que “tem pessoas que têm vergonha de reconhecer os méritos do leilão de Libra” porque o Brasil “já [está] entrando em um ano eleitoral”.

“Ele pode ter razão em relação a alguns que estão analisando, mas, da minha parte, não tem nada a ver com eleição”, afirmou.

“Tenho o direito de, como cidadão brasileiro, entender que para o Brasil seria muito melhor que ele [o leilão] tivesse três, quatro concorrentes. Tenho o direito de sonhar com essa possibilidade, que teria feito com que o Brasil se apropriasse de mais recursos, que poderiam ir para a educação, para a saúde, onde estão faltando”, disse Campos.

Nesta terça-feira (22), o pessebista já havia dito pelas redes sociais que viu com “decepção” o leilão do campo de Libra.

POLÍTICA

Eduardo Campos desconversou quando abordado nesta quarta-feira sobre temas mais políticos.

Questionado sobre o interesse de fazer o maior número possível de candidatos próprios nos Estados, o governador disse não haver “nenhuma ansiedade” em relação ao assunto.

“Onde já tem um caminho claro e consistente, nós estamos evoluindo. Onde há ainda dúvida de como fazer vai esperar esse debate de conteúdo que nós estamos fazendo”, afirmou.

Quando perguntado sobre o suposto uso eleitoral de pronunciamentos oficiais em rede nacional de rádio e TV da presidente Dilma Rousseff, Campos deu a mesma resposta de quando foi indagado sobre o uso do Twitter oficial da Presidência para rebater declarações da ex-senadora Marina Silva (PSB), na semana passada.

“Acho que o que importa é fazer uma análise do conteúdo, das falas da presidenta e que cada um possa fazer sua avaliação do que ela tem dito nesse espaço”, afirmou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s