CBF é foco da primeira crise interna do comitê de Dilma

governo-dilma

14185681

cbfEx-ministro de Lula, Franklin Martins postou críticas à entidade no site oficial da campanha petista

O comitê da campanha de reeleição da presidente Dilma Rousseff enfrenta sua primeira crise interna na largada oficial da disputa eleitoral e corre o risco de perder um de seus coordenadores. Ex-ministro do governo Lula, Franklin Martins, responsável pelo site da campanha Muda Mais, entrou em atrito com interlocutores da presidente por causa de um post sobre a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), publicado depois do que foi classificado como “terrível eliminação da seleção”.

Irritado, ele chegou a ameaçar deixar a campanha depois que integrantes do comitê ligados a Dilma pediram que fosse retirado o texto que apontava a CBF como responsável pela desorganização do futebol. “Impera na CBF um sistema que em nada lembra uma instituição democrática e transparente. É preciso mudar”, diz o texto.

Segundo relato de pessoas ligadas à campanha, Dilma ficou “muito irritada” com o post que atacava o presidente da CBF, José Maria Marin – que esteve ao lado dela ontem, no Maracanã, para a entrega da taça de campeã da Copa do Mundo à Alemanha.

O pedido de retirada do post, no mesmo dia em que Dilma reclamou com o ministro Aldo Rebelo (Esporte) sobre suas declarações defendendo uma intervenção no futebol, não foi atendido por Franklin.

Lula entrou no circuito e tentou acalmar seu ex-ministro, de quem é muito próximo, buscando demovê-lo da ideia de deixar a equipe. O tema vai ser discutido na reunião de coordenação da campanha nesta segunda.

Amigos de Franklin confirmaram o atrito por causa do post, considerado como “coisa normal na temperatura elevada de eleição”, mas negam que ele tenha ameaçado deixar a equipe. “Não teve estresse algum entre eu e a presidente”, afirmou Franklin ao jornal “O Estado de S.Paulo”.

Arena.

O texto do post – que até ontem ainda estava no site – diz que “a terrível eliminação da seleção na Copa do Mundo reforçou o que há muito se dizia: a organização do futebol brasileiro está ultrapassada e presa ao nome de poucas figuras que revoltam o torcedor faz algumas décadas”.

Afirma ainda que, depois de ficar “por infindáveis 23 anos nas mãos de Ricardo Teixeira”, a CBF passou, em 2012, para o comando de José Maria Marin. “Marin foi deputado estadual pela Arena e, em 1975, proferiu um discurso contra a TV Cultura, que por muitos é visto como um dos desencadeadores da morte de Vladimir Herzog, ex-diretor de telejornalismo da Cultura, encontrado morto 16 dias depois”, diz o texto.

Tecnologia

Anúncio. O candidato tucano à Presidência da República anunciou ontem, antes da partida final da Copa do Mundo, mais um nome de sua equipe que vai elaborar o programa de governo.

Digital. Rodrigo Baggio será coordenador de “tecnologia e inclusão digital” do documento.

Quem é. Baggio é fundador do Comitê para a Democratização da Informática (CDI) e “um dos grandes empreendedores sociais do Brasil”, conforme definiu o próprio Aécio, ao postar a foto do colaborador na internet.

Pobres. “O trabalho desenvolvido pelo Rodrigo com as comunidades de baixa renda mostra, na prática, o impacto da tecnologia na transformação da sociedade”, escreveu.

Cardápio

Brasileiro. Em almoço para oito chefes de Estado, Dilma serviu robalo com salada de pupunha e vinagrete de pequi, filé com queijo coalho e carne seca e massa recheada com queijo Minas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s