A manifestação de interesse deverá ser encaminhada oficialmente no dia 11 de novembro, mas ainda não se sabe quanto o governo gastará se aceitar a manifestação — já a compra será feita por meio de Registro de Preços, número IRP n°16/2016 – UASG 201057. A intenção de compra de produtos da Microsoft não era de conhecimento público e aconteceu pouco tempo depois de uma reunião — com portas fechadas, sem acesso para imprensa — entre representantes da companhia e membros do governo, como Gilberto Kassab, ministro da Ciência e Tecnologia, e Rodrigo Maia (DEM), presidente da Câmara.